Um pouco de TDAH (Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade)

O adolescente portador de TDAH sofre um grande Impacto na sua qualidade de vida. Correm mais riscos de acidentes domésticos e tem mais dificuldades no relacionamento com familiares e colegas levando-os algumas vezes à exclusão social. Tendem a apresentar baixo rendimento escolar levando a desinteresse em estudar. Quanto maior os problemas com a atenção menor escolaridade. Apresenta maior risco de acidentes de transito, comportamento de risco sexual com tendência a contrair doenças sexualmente transmissíveis assim como gestação precoce.

O paciente com TDAH tem aumentado o risco de consumo de drogas além de obesidade, pior desempenho econômico, divórcios e taxas de hospitalização psiquiátrica. Mais de 10% de chances de estarem desempregados. Tratamento com psicoestimulantes agem diminuindo o risco de uso de drogas, ao contrário do que se imaginava. Também reduziram em 30% os índices de criminalidade incluindo crimes leves como os graves.  Outro aspecto importante é que o TDAH é subtratada no Brasil. Estima-se que só 20% dos portadores são tratados (que seriam os casos mais graves) e muitos erroneamente. Tem um custo estimado em 1,8 bilhões ao ano em consequências de não ser tratada levando-se em consideração a baixa escolaridade, crimes etc… O grande questionamento hoje é se os sintomas podem surgir em uma idade adulta. Dinâmica familiar também tem que ser abordada.